Assine aqui para receber
nosso Informe institucional

Notícias

20% dos acidentes de trânsito estão associados a distúrbios do sono

17/03/2017 - 20% dos acidentes de trânsito estão associados a distúrbios do sono

“Esses acidentes acontecem de forma latente e constante no Brasil. Mas focamos apenas em casos sob o efeito do álcool. Dependendo do grau de privação do sono de uma pessoa, isso terá impacto tanto quanto dirigir alcoolizado”, destacou o presidente da ABN, Gilmar Fernandes do Prado, em entrevista coletiva à imprensa realizada no Cremesp.

“Estamos realizando todos os esforços para o sucesso dessa campanha. O Cremesp abraçou a causa desde o início e será um parceiro persistente”, destacou Luiz Alberto Bacheschi, que foi presidente da ABN de 2002 a 2004 e do Cremesp entre 2010 e 2011.

Durante a coletiva, foram apresentados aos jornalistas os resultados da pesquisa elaborada pela ABN mapeando o grau de dificuldade que os brasileiros têm para dormir e como isso contribui para os acidentes nas estradas. Dentre as informações, destaque para o fato de que cerca de 50% dos acidentes envolvem motoristas com até 25 anos que dirigem à noite após várias horas sem dormir.

As principais causas de sonolência são a privação e os transtornos de sono. São mais propensos a dirigir sonolentos motoristas profissionais, indivíduos com transtornos do sono não diagnosticados, adultos entre 18 e 29 anos, adultos com crianças em casas e trabalhadores de turnos.

Inicialmente, nas estradas, haverá distribuição de materiais em pedágios. Nas rodovias paulistas, serão disponibilizados um milhão de folhetos, com apoio da Artesp. No estado de São Paulo, de 24 a 31 de março, em seis pontos de parada e descanso (PPDs) serão realizadas pesquisa e orientação aos motoristas em um trabalho de conscientização.

Os motoristas ainda passarão por aferição de pressão arterial e de circunferências abdominal e cervical, assim como por avaliação de outros fatores de risco para problemas como apneia obstrutiva de sono e outras condições que possam aumentar as chances de acidentes no trânsito.

“A ideia é que essa campanha se estenda a um período maior”, informa Prado. O site www.naodecaronaaosono.com.br já está no ar com todas as informações completas.

Fotos Osmar Bustos

Galeria de Imagem