NOTÍCIAS EM DESTAQUE

28/08/2020 - A história dos R$ 50 milhões da AMB

Confira o relato do presidente da Associação Paulista de Medicina, José Luiz Gomes do Amaral:

“A Associação Médica Brasileira nos pede para contar a história dos R$ 50 milhões. Não. Não nos peçam para contar uma história que não conhecemos. Não nos deveriam pedir para que contássemos uma história que só eles conhecem. Pois, para nós, esta história começa na Assembleia de Delegados da AMB, em outubro passado.

E o que significa a Assembleia de Delegados? Ela é o órgão máximo da Instituição. Ali, se decide sobre assuntos relevantes, como posse da Diretoria e aprovação das contas.

Manobras políticas, administrativas e jurídicas espúrias alijaram a representação dos médicos paulistas da Assembleia de Delegados da AMB durante dois anos. Foi à força de Decisão Judicial que conseguimos, neste outubro de 2019, dar posse aos Delegados de SP. Somente naquela oportunidade viemos a ter conhecimento de alguns fragmentos desta história nebulosa.

Nesta Assembleia de Delegados da AMB de outubro, José Luiz Bonamigo Filho, diretor Financeiro da AMB (o mesmo nos últimos oito anos), anunciou e muito superficialmente um “desvio” de R$ 50.757.352,00 da AMB. Insuficientemente informados, os delegados de São Paulo negaram-se a aprovar tais contas.

Nos meses que se seguiram àquela Assembleia, a Associação Paulista de Medicina, reiteradamente, solicitou informações detalhadas sobre o ocorrido. A AMB limitou-se a publicar informações esparsas em seu site e a procrastinar a Decisão Judicial.

Entretanto, mesmo no pouco que se apresentou no site da AMB, ficam evidentes algumas situações “estranhas”. No Relatório de Auditoria da KPMG, elaborado com os dados fornecidos pela AMB e publicado pela própria AMB, há menção (nas páginas 116 e 117) de “Conta Oculta” no Banco do Brasil (Agência 4223-4 c/c 115688-8), movimentada por seus diretores entre 2014 e 2018 (como citado nas páginas 699 a 710 do Inquérito Policial 2152394-09.2019.180404) sobre o assunto.

Isto tem sido também objeto de questionamentos, que não encontram senão o silêncio dos responsáveis. Foi apenas há cerca de duas semanas, aos 14 de agosto, que a Justiça (Processo 1015026-17.2020.8.26.0100) sentenciou a AMB a apresentar as informações solicitadas.

Nós as aguardamos com interesse, visto ser nosso dever informar aos nossos associados qual destino a AMB dá às suas contribuições associativas.

Todas as nossas manifestações têm como objetivo único trazer luz e transparência a esta relevante questão. Todas elas são alicerçadas em inquéritos oficiais e em relatórios publicados pela própria AMB.

Não temos dúvida de que nos faltam elementos para definir este caso. Mas, que também ninguém tenha dúvida de que persistiremos em busca da verdade. E da verdade inteira. Não nos satisfaremos com meias verdades. Meias verdades servem apenas para construir mentiras inteiras.”

Notícias relacionadas:
15/08/2020 - Comunicado APM sobre o desvio de milhões de reais na AMB
17/08/2020 - A APM quer a verdade