REGIONAIS

10/01/2019 - APM lamenta falecimento de Luiz Scarpelli, ex-secretário de Saúde de Santo André

A Associação Paulista de Medicina lamenta a partida de Luiz Scarpelli, clínico geral de Santo André, onde nasceu, morou, foi secretário de Saúde, diretor do hospital municipal e faleceu no dia 24 de dezembro.

O médico associou-se à APM em 1953, logo após se graduar pela Escola Paulista de Medicina, em 1952. Deixou os filhos Luiz, Rosana e Fábio e os netos Felipe, Silvia, Daniel, Rafael, Gustavo, Enrico e Vitória.

Scarpelli, nascido em 1922, foi uma figura ilustre em sua cidade e região, onde ocupou cargos diretivos no Hospital Municipal de Santo André e fez parte da administração pública. Em 2012, por ocasião de seus 90 anos, o Diário do Grande ABC publicou a série “Semana Dr. Luiz Scarpelli”, com uma reportagem por dia relembrando a trajetória do médico.

Ao longo da vida, deu lições de resistência: foi diagnosticado, aos 40 anos, com diabetes, vivendo mais de cinco décadas nesta condição. Também sobreviveu, já idoso, a um atropelamento, curando-se de dezenas de fraturas. Sempre se mantendo tranquilo, lúcido, forte e racional, conforme relata a família.

Segundo texto de seu neto Felipe, atuava na Medicina sempre com profundo respeito ao paciente, humanizando cada atendimento e agindo com muita ética, moral, respeito e otimismo, transformando seus conhecimentos em cura e alento aos necessitados.

Orgulhava-se de ser portador do CRM 4.303 e sempre foi um profissional exemplar e respeitador das regras da Medicina.

“Um homem que com mais de 80 anos cuidou sozinho, por anos, da esposa – a professora Nora Maria Zanin Scarpelli – já debilitada, que manteve a tradição de Natal em família e que nos dias de hoje conseguiu manter uma grande família unida em torno de si. Parece que escolheu a dedo a data para ir embora, já que o Natal sempre foi a época mais importante do ano para reunir a família”, diz o depoimento escrito pela família.