Assine aqui para receber
nosso Informe institucional

Notícias

O QUE DIZ A MÍDIA

13/09/2018 - Brasil tem 1,6 mil casos confirmados de sarampo; mais de 7 mil ainda são investigados

Ministério da Saúde atualizou o número de casos confirmados de sarampo no Brasil. São 1.673 infecções registradas até esta quarta-feira (12), sendo que 7.812 ainda estão sob investigação dos órgãos de saúde. O país enfrenta dois surtos da doença, no estados do Amazonas e Roraima.

Oito pessoas morreram de sarampo no Brasil neste ano – 4 em Roraima e 4 no Amazonas. De acordo com o Ministério da Saúde, os surtos no Norte do país estão relacionados à importação do genótipo do vírus (D8) que está circilando no país e é o mesmo que é encontrado na Venezuela.

Para garantir que não ocorram novos surtos pelo país, o Ministério da Saúde pretende atingir a meta de imunizar 95% das crianças. Até esta quarta-feira, 94% delas já haviam recebido uma dose. A campanha continua até a sexta-feira (14).

Os objetivos da campanha

• Vacinar quem nunca tomou a vacina;

• Completar todo o esquema de vacinação de quem não tomou todas as vacinas;

• Dar uma dose de reforço para quem já se vacinou completamente (ou seja, tomou todas as doses necessárias à proteção).

Esse tipo de campanha que inclui o reforço da dose, informa o Ministério da Saúde, acontece de quatro em quatro anos e já estava prevista no orçamento da pasta. Esse ano, no entanto, a campanha é ainda mais importante dada à volta da circulação do sarampo no território brasileiro e a ameaça da poliomielite.

Quem deve ser vacinado?

• Contra a poliomielite: crianças de 1 até 5 anos independentemente de quantas doses já tomou. Em casos de nenhuma dose, será aplicada a Vacina Inativada Poliomielite. Em caso de uma ou mais doses, será aplicada a Vacina Oral Poliomielite, a famosa "gotinha".

• Contra o sarampo: crianças de 1 até 5 anos independentemente de quantas doses já tomou.

• Não devem ser vacinadas: crianças de 1 até 5 anos que tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

Por: G1