ESPECIAL MIELOMA MÚLTIPLO

30/03/2020 - Março Borgonha: APM apoia campanha de conscientização sobre o mieloma múltiplo

Neste mês, a Associação Paulista de Medicina apoiou a Campanha Março Borgonha, com o intuito de divulgar informações sobre o mieloma múltiplo, câncer de um tipo de células da medula óssea chamadas plasmócitos. Por ser considerada rara, a cor borgonha traz de forma intrínseca a difícil definição da doença.

As mídias sociais da entidade ganharam a cor especial do mês, que se assemelha ao vinho, e uma série de reportagens e entrevistas especiais sobre o tema foram veiculadas nos canais de Comunicação, além de artigos científicos.

A iniciativa teve como propósito promover o conhecimento sobre a doença pouco compreendida, inclusive, por parte significativa da comunidade médica. As matérias explicaram os principais sinais e sintomas, diagnóstico, incidência de casos, qualidade de vida, cuidados e assistência nos sistemas público e privado.

A APM também realizou uma enquete em seu perfil do Instagram, por meio da ferramenta stories, que trouxe alguns dados interessantes sobre a percepção das pessoas sobre a doença e sua relação com o novo coronavírus (Covid-19).

Em meio à pandemia do coronavírus, a primeira pergunta, “Você sabe o que é Covid-19, não é mesmo?” foi predominantemente respondida com sim por 44 participantes, sendo que apenas 1 disse não. Em seguida, “E Mieloma Múltiplo, já ouviu falar?” teve 37 votos para sim e 10 para não.

Na questão “O coronavírus afeta o paciente com mieloma múltiplo?”, 52 disseram que sim e 6 que não. Em outra pergunta, “Com a pandemia do Covid-19, o paciente oncológico deve suspender o tratamento médico?”, 70 participantes responderam que não e apenas 1 disse que sim.

Sobre as recomendações para os pacientes com mieloma múltiplo em meio à epidemia do novo coronavírus, 63 indicaram higienizar bem as mãos, 2 disseram que poderia haver o deslocamento habitual para fora de casa e 1 entendeu que o contato físico com pessoas suspeitas de infecções poderia ser mantido.

Por fim, a enquete terminou com a pergunta “Por que pacientes com câncer são mais vulneráveis ao Covid-19?”, na qual 63 pessoas entenderam ser por conta da baixa imunidade e apenas 1 pessoa acredita que eles não são vulneráveis.

Confira todos os vídeos no Canal da APM no YouTube.

Confira artigos científicos sobre o tema neste link.

Notícias relacionadas:
13/03/2020 - Você sabe o que é mieloma múltiplo?
23/03/2020 - Mieloma múltiplo: exames necessários para um diagnóstico assertivo
25/03/2020 - Mieloma múltiplo: como manter a qualidade de vida