Assine aqui para receber
nosso Informe institucional

Notícias

XIII CONGRESSO PAULISTA DE NEUROLOGIA

29/05/2021 - Encerramento e premiações

Ao final das aulas e debates científicos, a Comissão Organizadora do XIII Congresso Paulista de Neurologia fez uma breve cerimônia de encerramento. Rubens José Gagliardi, presidente do Congresso e da Apan, agradeceu o trabalho conjunto de toda a equipe, que tem atuado para este evento acontecer desde a última edição. “Terminamos com a sensação de dever cumprido. O evento só deu certo pois somos uma família unida na Neurologia paulista e brasileira. E com união, esforço e trabalho, temos bons resultados.”

Ele também agradeceu a todos os palestrantes, nacionais e estrangeiros, aos que enviaram pesquisas em pôsteres e aos trabalhadores da APM, da Apan e da plataforma virtual do Congresso. “Além, claro, dos patrocinadores. A presença deles, de maneira ética e aberta, é fundamental para trazer recursos e viabilizarmos as atividades.”

Antes de finalizar, o presidente anunciou que todas as aulas do Congresso permanecerão disponíveis on demand por uma semana para todos os congressistas, ainda que não tenham optado por esse tipo de inscrição. A decisão foi motivada para compensar a dificuldade de acesso que alguns colegas experienciaram no primeiro dia. Além disso, quem quiser rever as aulas até o próximo evento, em 2023, pode adquirir a opção on demand.

Premiações
José Luiz Pedroso anunciou os trabalhos em pôsteres vencedores. O primeiro lugar ficou com Gabriel Baltazar, com o trabalho “Correlation between depressive and anxious symptoms and white matter in relatives of people with epilepsy”. 

Completaram o pódio, em segundo lugar, Charles Huamani Salda (“Possível associação entre maior viscosidade sanguínea e AVC: estudo em cidade de grande altitude”) e, em terceiro, Bruna de Freitas Dias “(Frequência de anticorpos contra arboviruses em pacientes com encefalites autoimunes: dados da rede BrAIN”).

Ele também relembrou que todos os que acertaram casos clínicos no chat ou chegaram ao fim, próximo das 1h deste sábado, da Sessão Survival, receberão como prêmios livros sobre Neurologia. 

“Também contemplamos o melhor caso, que valorizou a Semiologia. Na Neurologia, o nosso principal método de avaliação diagnóstica é o exame clínico. Com essa ênfase, o melhor foi o de Flávio Moura Resende Filho, com o diagnóstico de um achado semiológico de skew deviation baseado em exame ocular”, completou Pedroso. 

Marcel Simis anunciou os vencedores na categoria de startups em Neurologia, apresentadas na manhã de sábado. A de Gustavo Frigieri, “Brain for Care”, foi considerada a melhor. Em segundo, ficou Ingrid Gielow, com a “ProBrain: desenvolvimento de habilidades auditivas, atenção e memória na palma da mão”. Em terceiro, Gabriel Pires, com a “SleepUp, plataforma de terapia digital para insônia”. 

Wendra Emmanuelly Abrantes Sarmento ganhou um Apple Watch SE, oferecido pela Associação Paulista de Neurologia e pela Associação Paulista de Medicina, sorteado entre os congressistas que mais interagiram com os estandes virtuais dos patrocinadores e com as aulas, simpósios e conferências do evento.

Eventos Científicos



Valor das Consultas

Saiba qual o valor real de sua consulta com a calculadora criada pela APM